XXII CONGRESSO - PROGRAMAÇÃO

SEGUNDA-FEIRA (10/11)

4:30h – Alvorada com a Banda Macial, em seguida um culto em frente a Escola Evangélica.

16:00h – Convite nas principais ruas da cidade com a mocidade acompanhada pelo Trio Arautos.

18:30h – Abertura Oficial (Preletor: Pr. Jairo Kaylo – Natal/RN)

TERÇA-FEIRA (11/11)

15:00h – Blits na Av. 16 de setembro e Antonio Vitorino

18:30h – Culto Evangelístico (Templo Sede) – Pr. Carvalho Júnior(MG)


QUARTA-FEIRA (12/11)

9:00h – Convite com a mocidade nas escolas

15:00h – Convite com a mocidade nas escolas

18:30h – Culto Evangelístico (Templo Sede) – Pr. Carvalho Júnior(MG)

QUINTA-FEIRA (13/11)

15:00h – Pedalada (bicicletas) pelas ruas da cidade

18:30h – Culto Evangelístico (Praça de Eventos) – Pr. Adriano Mendes(DF)

SEXTA-FEIRA (14/11)

15:00h – Carreata pelas ruas da cidade

18:30h – Culto Evangelístico (Praça de Eventos) – Pr. Adriano Mendes(DF)

SÁBADO (15/11)

8:30h – Reunião de Avivamento (Templo Sede) – Pr. Adriano Mendes(DF)

14:30h – Reunião de Avivamento (Templo Sede) – Pr. Brucelyang Alves(RN)

18:30h – Culto Evangelístico (Praça de Eventos) – Pr. Genival Bento(SE)

DOMINGO (16/11)

8:30h – Reunião de Avivamento (Templo Sede) – Pr. Genival Bento(SE)

14:30h – Tarde de Louvor (Templo Sede) – Cantora Andréa Fontes(RJ)

18:30h – Culto de Encerramento (Praça de Eventos) – Pr. Genival Bento(SE)

XXII CONGRESSO - saiba tudo sobre o Congresso da Mocidade da Assembléia de Deus em Upanema/RN

PALAVRA DO PRESIDENTE

A Paz do Senhor, Queridos estamos nos aproximando de mais um congresso de jovens de nossa igreja, e neste ano de 2014 teremos algumas novidades no que diz respeito a programação e aos dias do evento. Serão 7 dias onde a abertura acontecerá no dia 10 no templo sede e o encerramento dia 16 na praça de eventos. Pregadores e cantores confirmados. E o que nós esperamos é que os jovens, a igreja e toda a população de Upanema possa sentir um mover diferente da parte de Deus. Que tenhamos muitas conversões de almas, renovações espirituais, batismos com Espírito Santo e que mais uma vez a Glória do Senhor seja abundante em nossas vidas. Que a cidade de Upanema possa compreender que o arrebatamento da igreja está muito próximo e que a salvação é algo urgente para todos, pois o tema do congresso vem em tempo oportuno. Contamos com as orações de todos, como também a participação. Deus nos abençoe! Grato, Pb. Givanilson Gonçalves – Presidente da Umadup

O QUE ESPERAMOS
De uma coisa temos certeza: Deus tem o desejo de realizar grandes coisas no meio do seu povo. Ele espera tão somente encontrar corações contritos e sedentos por sua presença. Imagine o que acontecerá quando ele presenciar uma multidão com esse espírito. Todos reunidos em um só objetivo: “Exaltar ao único Deus verdadeiro”. Vai ser Glória!

Veja mais informações aqui.

22ª Congresso de Mocidade de Upanema-RN



















               









              A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Upanema-RN, através da União da Mocidade (UMADUP), realizará no período de 10 a 16 de novembro Congresso UMADUP 2014 com o tema “Desapareceu um povo. Cristo veio busca-lo” Mt. 24:40. O maior encontro da juventude assembleiana em Upanema chega a sua 22ª edição consolidado como o evento mais esperado da cidade do médio oeste potiguar.

                O Congresso UMADUP se expande, e nesta edição cinco pregadores serão os responsáveis pela transmissão da Palavra de Deus: Pr. Jairo Kaillo (Rio Grande do Norte), Pr. Carvalho Júnior (Minas Gerais), Pr. Adriano Mendes (Distrito Federal), Dc. Bruce Lyang Alves (Rio Grande do Norte) e Pr. Genival Bento (Alagoas). E no louvor, além da tradicional participação das bandas da Igreja local Canaã, Geração Eleita e Raízes do Apocalipse, o evento contará com a participação do cantor Elisac Regis (Rio Grande do Norte) e a renomada cantora pentecostal Andrea Fontes (Rio de Janeiro).

Fátima Bezerra e o PT querem implantar o KIT GAY nas Escolas


Você que é cristão e não quer ver seu filho sendo instruído por uma cartilha que ensina condutas homossexuais a estudantes, não deve votar em Fátima Bezerra nem em nenhum candidato do PT e similares.

Todos os absurdos que você vai ver nesse vídeo foram ditos na Comissão de Direitos Humanos do Congresso Federal. Preste atenção nas declaração de Fátima Bezerra e depois analise se vale a pena votar numa parlamentar que vai lutar pela implantação do Kit Gay nas Escola Públicas.
 

Declaração de Fátima Bezerra: “Um projeto cuidadosamente elaborado, dentro inclusive dos padrões científicos... E nós temos que lutar para que esse projeto chegue no chão da Escola, por que é lá que ele tem que chegar mesmo.

Os materiais didáticos que Fátima e o PT querem introduzir no currículo escolar tem um beijo na boca, um beijo lésbico e muitas outras cenas homossexuais pra instruir seu filho nesse caminho. O palestrante diz com sarcasmos que ficaram três meses discutindo até onde entrava a língua.

O pior é que esse material foi feito com recursos públicos...

Outras declarações

“Cada vez que alguém vai ao fundamento dessa cultura, que é a Bíblia, e toma a Bíblia ao pé da letra, a gente pode chamar de fundamentalista sem medo de ser feliz”.

 “O que a gente mais ver nas escolas públicas são imagens de santos, crucifixos, enquanto que o estado é laico. Eu acho que tá na hora da gente tirar as imagens de Maria, de Santo dos espaços públicos”.

“Fundamentalistas religiosos (Pastores e Padres) esses desgraçados, eles tem um poder político de projeto que só ta se consolidando. Mas eu sei que eu estou disposto a pegar em armas se preciso for”.

E você? Depois de ver tudo isso, ainda vai continuar votando em Fátima Bezerra e no PT?

O TERRORISMOS POLÍTICO VOLTOU


O terrorismo eleitoreiro voltou a dar o tom das eleições deste ano. Em reportagem esclarecedora, a revista Veja desta semana ressalta a fúria petista contra a candidata Marina Silva depois de sua crescente nas pesquisas de opinião pública, capaz de colocar em risco a manutenção do poder do atual governo.
A chamada da capa sintetiza o atual contexto da campanha eleitoral em curso: “Nunca antes neste país se usou de tanta mentira e difamação para atacar um adversário como faz o PT”.
De inicio, a Carta ao Leitor enfatiza que “o PT foge do confronte de ideias. O partido recorre a trucagens baratas em que pratos de comida somem de repente da mesa das pessoas enquanto o narrador explica que é isso que vai acontecer se Marina ganhar e der independência ao Banco Central. Em outra passagem, é o conteúdo dos livros que desaparece em passe de mágica das mãos das crianças, o que o PT assegura ocorrerá com a educação se Marina vencer. O PT deve saber que tipo de eleitor se deixa convencer por esse discurso baseado em premissas falsas e conclusões terroristas. Essa abordagem podem até ter efeitos eleitoreiros, mas desserve a nação e desmoraliza o processo eleitoral.
De acordo com a matéria, a campanha eleitoral de Dilma, comandada pelo medalhado marqueteiro político  João Santana, deixou de lado todos os escrúpulos, deixou de lado o debate de ideias e propostas, ignorou, enfim, as decências mais básicas da convivência civilizada e passou a mostrar Marina como uma candidata cujas propostas levariam os pobres a passar fome. Marina foi comparada a Jânio Quadros e Fernando Collor, e acusada de tentar acabar com o pré-sal e, assim, tirar da educação 1,3 trilhão de reais.
Não pense que esse tipo de propaganda não tem qualquer efeito. Há poucos dias ouvi um jovem rapaz, com suposta inteligência acima da média, afirmando que votaria em Dilma com medo de perder o benefício de determinado projeto social do qual ele é beneficiado, caso a atual presidente não seja reeleita. Esse é o típico voto do medo.
O terrorismo eleitoreiro trabalha no imaginário das pessoas, antevendo um futuro sombrio e caótico se determinado candidato de oposição sagrar-se vitorioso. São utilizadas frases soltas do programa de governo contrário a fim de induzir psicologicamente os indivíduos a temerem o cenário futuro. A mensagem é a seguinte: Se com a gente a coisa está difícil, imagine com o outro.
Infelizmente, muitos não têm o discernimento político necessário para separar o joio do trigo em matéria eleitoral, e acabam sendo enganados por essa tática antidemocrática e abusiva.
A questão em jogo não é somente a batalha política desse pleito. O problema tem proporções muito maiores. Trata-se de uma estratégia ardilosa para que um partido político que comanda o país há doze anos se perpetue no poder custe o que custar.
Logo, não se trata de uma defesa da candidata Marina Silva. O terrorismo político é perigoso para o Estado Democrático de Direito, na medida em que fere de morte os valores básicos que devem nortear uma disputa eleitoral transparente, propositiva e baseada em informações verídicas.
Até mesmo analistas que não apóiam Marina Silva reconhecem o perigo da tática petista. A exemplo,Reinaldo Azevedo diz que Marina Silva “é vítima de uma campanha de impressionante sordidez. Afirmar, como faz o PT, que a independência do Banco Central iria arrancar comida da mesa do brasileiro é coisa de vigaristas. Sustentar que Marina, se eleita, vai paralisar a exploração do pré-sal — como se isso dependesse só da vontade presidencial — e tirar R$ 1,3 trilhão da educação é uma formidável mentira.”
Desse modo, ainda que o político aterrorizado fosse Aécio Neves ou qualquer outro na disputa, o terrorismo eleitoreiro deveria receber o desagravo da população, afinal tal prática nada mais é do que uma arma letal contra o futuro da nação.
Por Valmir Nascimento
Fonte: CPAD News

Transformando pelo poder de Deus

TRANSFORMADO POR DEUS

Meu nome é Manoel Martins da Silva, tenho quarenta e sete anos,sou membro de uma família humilde, porém com muitos esforços consegui concluir o ensino médio. Hoje sou professor da rede municipal e estou ingressando em um curso superior.

DIFICULDADESFINANCEIRAS E DOENÇA
        Aos treze anos, fui acometido de uma enfermidade chamada Pênfigo Foliaceo, a qual atingiu todo o meu corpo, me deixando impossibilitado até de andar. Em virtude das condições financeiras de meus pais, e também da saúde pública quase não existir em nossa cidade, a primeira consulta que fiz foi a um farmacêutico chamado Candido Martins. No momento ele falou que minha doença não tinha cura, chegando a dizer que não existia homem no mundo que me curasse.Depois de tomar alguns medicamentos receitados por aquele farmacêutico, Continuei em casa, sofrendo com aquela enfermidade a qual começou a se espalhar todo o meu corpo.  Depois de muito sofrimento, fui levado ao Hospital Tarcísio Maia em Mossoró, onde permaneci internado durante um mês e meio. Voltando para casa melhor, muitas vezes ao faltar os medicamentos a doençaia e voltava. Mas chegou o momento em que os remédios não resolveram mais, foi quando fui encaminhado para capital do estado onde fui internadono hospital Onofre Lopes. Permaneci lá dois meses e catorze dias, quando recebi alta. Em outra oportunidade fui internado outra vez, permanecendo quase dois meses. Na época eu fui o terceiro caso no Brasil, e dos três fui o único que resisti àquela terrível enfermidade,poiscreio que Deus já tinha um propósito em minha vida.

PRIMEIRA TRANSFORMAÇÃO
        No ano de 1997aceitei Jesus como meu único e suficiente salvador. No dia 20 de Setembro de 1998 me batizei nas águas, e no ano de 2001 fui chamado para o ministério, para servir como auxiliar na obra do Senhor.

DE VOLTA A LAMA
       No ano de 2005 me desviei dos caminhos do senhor e foi aí que começou um grande pesadelo em minha vida. O inimigo me tornou em um escravo seu,pois ele me odiava por eu ter sido um instrumento nas mãos do Senhor, conduzindo muitos a aceitar a Jesus como salvador. Durante esse tempo eu não bebia, não fumava, não jogava, não tinha relações sexuais com mulheres, mas ele me tornou em algo muito pior, pois me levou a me tornar um homossexual e isso me entristecia muito porque a cada momento eu ficava mais distante do Senhor, mesmo conhecendo a verdade. Mesmo assim, eu nãopermitia que ninguém blasfemasse do Evangelho.

DESPREZADO DE TODOS
        Muitas vezes eu ficava sozinho em uma praça à noite, a qual se localizava em frente à igreja evangélica Assembleia de Deus, de onde eu escutava os cultos e ali eu chorava ouvindo os hinos e as pregações da palavra de Deus.

DEUS FALOU COMIGO
       Um determinado dia eu estava muito atribulado em minha casa,então fiz um voto  e disse ao Senhor que se ele me mostrasse um versículo que falasse comigo eu voltaria para os caminhos do Senhor. Abri a Bíblia no meio e o Senhor me mostrou um versículo no livro de Oseias, capitulo 14.1, no qual estava escrito:Porque pelos teus pecados tens caído. E o versículo 2do mesmo capitulo que diz: Tomai convosco palavras e voltai para o Senhor. Aquela palavra entrou em meu coração como uma faca rasgando e ali mesmo me desmanchei em lágrimas, fechei a bíblia e guardei. Os dias passaram e esqueci aqueles versículos que o Senhor me mostrou com tanta clareza.

VOLTANDO PRA CASA DO PAI
Diante de tantos problemas cheguei a pedir ao Senhor que ele me levasse de volta para sua casa,mesmo que fossepela enfermidade, foi quando tornei a frequentar a casa dos irmãos , os quais me aconselhavam a que eu voltasse a servir ao Senhor. No dia 02 de Dezembro de 2011 acordei com uma dor tão forte nas costas que me faltava o fôlego.  No dia 11 do mesmo mês, falei a meu amigo Junior que estava doente o qualme convidou para ir à igreja à noite e lá eles fariam uma oração e o Senhor me curaria.  Naquele dia prometi que se eu melhorasse eu iria para a igreja e voltaria a servi-lo. Logo me senti melhor e desmanchando em lagrimas,fui pra casa do Senhor, e naquele dia voltei para os seus caminhos,  passando aservi-lo com amor e dedicação, e o Senhor perdoou todos os meus pecados .Não demorou muito e o Senhor falou comigo , usando um servo  me disse que o que estava faltando em minha casa era uma esposa e ele já estava providenciando. Comecei a orar neste propósito e não demorou.  No mês de maio de 2012 conheci a irmã Maria José e no dia 22 de setembro nos casamos e eu agradeço à minha esposa por ter confiado na minha transformação.  Hoje sou auxiliar do trabalho na congregação da Assembleia de Deus doP. A. Bom Lugar I que tem como dirigentes o Evangelista Raimundo Eivam e o Diácono Antônio Aquino.

AGRADECIMENTO
          Agradeço a meu Deus por tudo o que Ele fez em minha vida e aos irmãos que oraram por mim.

Amém

AD em Upanema promove 1º Encontro Integrado de Senhores e Senhoras

A Igreja Assembléia de Deus em Upanema/RN realizará, do dia 11 a 13 de Julho, o 1º Encontro Integrado de Senhores e Senhoras, tendo como tema “A quem recorrereis para obter socorro?” (Atos 26.22).

Estarão participando desse trabalho os cantores Zezinho e Alice (Fortaleza/CE) e o grupo Unidos por Cristo (Natal/RN), bem como a irmã Aparecida Borges (Mossoró/RN), a quem caberá a preleção bíblica oficial.

O Site www.upcristo.com e o blog www.portalmissionario.blogspot.com estarão fazendo a cobertura desse evento.

Participe!

Fim da Família? PT tira os dias das mães e pais das escolas de São Paulo

Na rádio Jovem Pan um pai indignado, morador de São Mateus, na Zona Leste de São Paulo denunciou que as instituições públicas de ensino em que seus filhos estudam deixaram de comemorar o tradicional “Dia das Mães” para celebrar o inovador “Dia de quem cuida mim”.


O jovem pai, de 27 anos, tem dois filhos matriculados na rede municipal de ensino. O mais velho, de 5 anos, é aluno da EMEI Cecília Meireles, e o mais novo, de 3 anos, do CEI Monteiro Lobato, de administração indireta.

Ele afirma que conversou com a coordenadora pedagógica da EMEI e sugeriu que fossem mantidas as datas do “Dia dos Pais” e do “Dia das Mães”, além de incorporar ao calendário esse tal “Dia de quem cuida de mim”. Ele acha que essa, sim, seria uma medida inclusiva e não preconceituosa. A resposta que recebeu dessa coordenadora pedagógica foi a seguinte: “A família tradicional não existe mais”.

Isso quer dizer que, segundo a moça, família com pai, mãe e filhos acabou. É coisa do passado.

A assistente de direção da Escola Municipal de Ensino Infantil Cecília Meireles afirmou que a iniciativa de criar “o dia de quem cuida de mim” partiu de reuniões do Conselho Escolar, do qual participam pais e professores e de reuniões pedagógicas entre os docentes.

O pai garante que não participou de consulta nenhuma. Ele assegura, ainda, ser um pai presente. E parece ser mesmo verdade. Para a escola, o fato de se criar “o dia de quem cuida de mim” permite a crianças órfãs, criadas por parentes ou por casais homossexuais que não se sintam excluídas em datas como o “Dia das Mães” ou o “Dia dos Pais”. Para esse pai, no entanto, trata-se do desrespeito à “instituição da família”.

Em nota, afirma a Secretaria de Educação: “Hoje em dia, a família é composta por diferentes núcleos de convívio e, por isso, algumas escolas da Rede Municipal de Ensino decidiram transformar o tradicional Dia dos Pais e das Mães no Dia de quem cuida de mim.”

Não dá! Você que me lê. Pegue o registro de nascimento do seu filho. Ele tem pai? Ele tem mãe? Ou ele tem, agora, cuidadores?

Qual é a função da escola? É aproximar os pais, não afastá-los. O que é? A escola pública vai agora decretar a extinção do pai? A extinção da mãe? A democracia prevê o respeito às minorias. Querem integrar os pais homossexuais? Muito bem! Os avôs? Muito bem! Extinguir, no entanto, a figura do pai e da mãe, transformando-os em cuidadores é uma ideia moralmente criminosa.

Nessas horas, sei bem o que dizem: “Ah, lá estão os conservadores…”. Não se trata de conservadorismo ou de progressismo. Todo mundo sabe que boa parte das tragédias sociais e individuais tem origem em famílias desestruturadas.

Uma pergunta: declarar o fim da família tradicional é o novo objetivo da gestão de Fernando Haddad?

Por Reinaldo Azevedo

Diga Sim a Vida

         A pequena Amelia é uma criança muito querida e amada agora, mas nem sempre foi assim. Filha do jovem casal Shannon Skinner, 20, e Anthony Hunt, 24, do Reino Unido, ela foi um susto para seus pais. Shannon engravidou acidentalmente após a contracepção falhar quatro meses depois do nascimento traumático de sua primeira filha, Lacie, que rompeu órgãos internos e a fez passar por uma cirurgia de reparação. Aconselhada pelos médicos e com medo de deixar a primeira filha sem mãe, a jovem passou por um aborto, mas o bebê sobreviveu e nasceu de cesariana no dia 1 de maio. Agora, os médicos precisam esperar para dizer se a criança sofrerá algum trauma por causa da tentativa de aborto. "Nós a chamamos de nosso bebê milagre", diz a mãe emocionada


        "Eu sempre vou me arrepender do aborto, mas nunca vou me arrepender de ter tido Amelia", conta a jovem Shannon, 20, que foi aconselhada por médicos a abortar a segunda filha após o parto difícil da primeira. "Depois que Lacie nasceu, pedi para ser esterilizada, porque seu nascimento tinha sido tão traumático. Eu estava convencida de que eu não queria mais filhos, mas me disseram que eu era muito jovem para tomar essa decisão", contou Shannon ao Daily Mail. "Quando eu descobri que estava grávida de Amelia, meu primeiro instinto foi o de mantê-la, mas eu continuei pensando em Lacie e quão injusto seria para ela se alguma coisa acontecesse comigo, e ela fosse deixada sozinha". Alertada pelos médicos de que outra gravidez poderia representar um sério risco para sua saúde, ela sentiu que não tinha escolha além de um aborto.


      Shannon estava sofrendo de depressão pós-parto após o nascimento da primeira filha, quando descobriu que estava grávida novamente e precisaria fazer um aborto. Ela contou ao Daily Mail que chorou muito ao esperar na clínica para tomar os remédios que induziriam ao aborto, mas sentiu que não tinha outra escolha: "O pensamento de deixar Lacie sem mãe me fez ir até o fim", disse ela, ao referir-se à primogênita. Ela estava grávida de oito semanas da pequena Amelia (foto) e sangrou por dois dias depois do procedimento. Três meses depois, Shannon sentiu movimentos em sua barriga, fez dois testes de gravidez antes de ir ao médico com uma certeza: ainda esperava o bebê. O terceiro teste deu negativo, e o médico disse se tratar de um efeito colateral. Em dezembro, ela fez o quarto teste, que deu positivo; mesmo com um implante contraceptivo, ela estava convencida de que esperava o terceiro filho, mas o ultrassom mostrou ser o mesmo bebê

Informações do bol fotos

VINDE À EBOERN



         Com a benção de Deus, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus no RN, a IEADERN, promove de 20 a 24 de maio do corrente ano a EBOERN (Escola Bíblica de Obreiros e Esposas da IEADERN). Neste profícuo evento, ensinos, deliberações, comunhão e muita adoração ao Senhor são marcas evidentes. Presidida pelo altaneiro Pr. Martim Alves da Silva, a IEADERN espera reunir muitos obreiros da capital e do interior. Neste ano, o tema será A Santidade Como Práxis do Ministério Cristão. Aguardamos e desejamos muito sucesso a este glorioso evento cristão.


Fonte: Blog potiguares evangélicos 

“Todos os evangélicos devem ser queimados vivos em uma fogueira”

Relato da Dra. Damares Alves, assessora da Frente Parlamentar Evangélica, sobre ataque verbal de ativistas gays

Comentário de Julio Severo: Na data de em 22 de abril de 2014, durante a votação do PNE (Plano Nacional de Educação), ativistas proclamaram muito claramente que querem os evangélicos queimados vivos em fogueiras.
Fico pensando: Se a Dra. Damares, que presenciou e foi vítima direta de todo esse ataque de ódio, tivesse feito como os ativistas gays fizeram, proclamando que quer os ativistas gays queimados vivos em fogueiras, tenho certeza de que em menos de 24 horas ela perderia o emprego. A esta altura, ministros do governo de Dilma Rousseff estariam publicamente condenando o crime de ódio da assessora da bancada evangélica contra os militantes gays do Brasil. Maria do Rosário estaria trovejando nos noticiários de TV que, além de perda de emprego, a evangélica Damares deveria ser alvo de prisão e investigação federal. Globo e outras grandes redes de televisão estariam vociferando em coro que Damares representa todos os evangélicos, usando seu exemplo para castigar a oposição “odiosa” evangélica às práticas homossexuais.
Entretanto, a declaração de extermínio por tortura não foi dirigida aos ativistas homossexuais. Foi dirigida por eles aos evangélicos. Por isso, a Globo não apareceu e Maria do Rosário calou. No Brasil da ditadura gay, os opressores podem falar em extermínio das vítimas, mas elas não podem esboçar a mínima contrariedade à ditadura e ameaças, sob pena de serem acusadas de “homofóbicas” e “preconceituosas.”
Se os ativistas gays querem desabafar suas raivas, por que não viajam para a Arábia Saudita e gritam logo ao sair do avião: “Vocês merecem ser queimados vivos na fogueira por condenarem os homossexuais à morte”?
Se não querem viajar tão, eles deveriam fazer uma invasão de protesto em alguma mesquita do Brasil e deixar o mundo inteiro saber que os ativistas gays brasileiros querem o extermínio daqueles que os exterminam. Evidentemente, eles não farão isso porque a resposta islâmica mundial será uma só: mais extermínios de homossexuais!
É fácil ameaçar os cristãos, que não revidam nem matam. Por isso, os cristãos são alvos sistemáticos das ameaças e mentiras do movimento gay.
Eis o relato da Dra. Damares Alves sobre o que lhe fizeram ativistas gays determinados a impor a ideologia de gênero nas crianças do Brasil:
Damares Alves
Fui agredida hoje pela tarde dentro da Câmara dos Deputados. Como resultado da agressão, foi feita uma ocorrência policial.
No Plenário 5 acontecia a votação do PNE (Plano Nacional de Educação). Durante meses trabalhei assessorando os parlamentares cristãos para que fosse retirado do texto final a obrigatoriedade do ensino da ideologia de gênero nas escolas do Brasil.
Todos conhecem minha posição sobre o tema.
Vencemos! No final da votação a família brasileira venceu! A obrigatoriedade foi retirada.
Eu estava acompanhando a votação dessa questão de fora do Plenário, que estava lotado. Eu tinha de permanecer ali por perto, caso algum deputado precisasse de minha ajuda.
No final da votação sobre gênero, fui ao Plenário, pois os deputados cristãos ainda tinham outras questões para votar. Fui orientá-los, pois é meu trabalho.
Não fiquei no Plenário mais que seis ou oito minutos. Contudo, ativistas da ideologia de gênero estavam presentes e com os ânimos alterados por terem perdido na votação. Eles me viram orientado os parlamentares cristãos. Quando tentei sair do Plenário, um deles foi em minha direção e disse: “TODOS OS EVANGÉLICOS DEVERIAM SER QUEIMADOS VIVOS EM UMA FOGUEIRA NO BRASIL.”
Havia ódio no rosto e nos olhos dele. Pedi que ele repetisse a frase, pois pensei que havia entendido errado. Ele repetiu por mais duas vezes. Quando percebi a gravidade do que ele estava proferindo, pedi que ele falasse mais alto para que mais pessoas ouvissem, pois só os que estavam muito perto ouviram. O ativista gay se acovardou e não teve coragem.
No entanto, para minha surpresa, outro ativista gay que estava do lado disse que tinha coragem e começou a gritar alto. Na verdade, esse segundo ativista berrava: “TODOS OS EVANGÉLICOS DEVEM SER QUEIMADOS VIVOS EM UMA FOGUEIRA.”
Ele também gritava ainda que os evangélicos são uma desgraça para o Brasil e que deveriam que ser exterminados. Havia muito ódio nesses ativistas gays.
Os policias legislativos viram o que aconteceu e identificaram que havia incitação ao ódio e entenderam que eu corria perigo, pois o Plenário estava lotado de ativistas homossexuais. Os policiais foram em meu socorro e em seguida fomos todos conduzidos para a delegacia da Câmara.
De meu lado estava o Pastor Davi Morgado de São Paulo. De forma semelhante, ele se sentiu agredido e foi para delegacia também como vítima.
Os agressores continuavam destilando ódio.
Foi feito um Boletim de Ocorrência e depois de meu depoimento os policias legislativos me escoltaram de volta até meu local de trabalho, pois eu ainda corria risco de ser agredida dentro da Câmara dos Deputados.
O número do Boletim de Ocorrência é 048/2014, registrado no Departamento de Policia Legislativa da Câmara dos Deputados.
Foi horrível ver e sentir tanto ódio!
Eu só estava fazendo meu trabalho de forma muito discreta e pacífica, como faço todos os dias na Câmara.
Eu, como senhora, estava em uma situação vulnerável, pois no local por onde passei dentro do Plenário eles eram maioria e todos eles estavam muito irados por terem perdido a votação.
Se os ativistas, que me pareciam ligados a algum sindicato, estivessem portando algum objeto cortante ou alguma arma, eu creio que sofreria agressão física.
Havia muito ódio e rancor.
Tudo que ouvi me incomodou de verdade. Não é a primeira vez que ouço: “Morte aos evangélicos!” Mas desta vez senti que algo tinha que ser feito.
Basta de tanto ódio contra nós no Brasil!
Não vou ficar apenas no Boletim de Ocorrência. Quero continuidade. Quero vê-los processados por crime de ódio. Quero respeito aos evangélicos.

A democracia do Brasil corre perigo, diz Malafaia sobre censura a Rachel Sheherazade

A democracia do Brasil corre perigo, diz Malafaia sobre censura a Rachel SheherazadeA democracia do Brasil corre perigo, diz Malafaia sobre Sheherazade
Para o pastor evangélico hoje o governo conseguiu calar uma jornalista e amanhã estará calando os pastores
O pastor Silas Malafaia falou sobre a decisão do SBT em cancelar o quadro de opinião dos apresentadores do SBT Brasil.
A medida foi tomada após parlamentares entrarem com uma representação criminal junto à Procuradoria-Geral da República pedindo o cancelamento da verba pública repassada à emissora paulista.
Os deputados, liderados pela deputada Jandira Feghali (PSOL-RJ) afirmam que a jornalista Rachel Sheherazade estaria usando uma concessão pública para fazer apologia ao crime.
“Que vergonha! Que ridículo! O SBT ceder às pressões de partidos, tais como PSOL, PC do B e do PT. Partidos esses, que idolatram Fidel Castro, o governo da Venezuela e suas ideologias baseadas em Marx”, escreveu Malafaia.
O pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo entende que a pressão dos deputados mostra que eles não estão em defesa da democracia ao impedir a liberdade de expressão.
“A democracia do Brasil corre grande perigo!”, diz Malafaia fazendo um alerta ao povo brasileiro: “Uma jornalista, na maior cara de pau, é silenciada. Liberdade de expressão para todo mundo falar a mesma coisa é ditadura da opinião”.
Malafaia continuou seu artigo explicando que verbas públicas garantem anualmente milhões de reais às emissoras e que ao calar uma jornalista independente o governo estaria impedindo que ela o criticasse.
“Imagine Sheherazade agora falando da roubalheira da Petrobras. É o governo silenciando a jornalista!”, disse em seu site, Verdade Gospel. Malafaia também se mostra desconfortável com a situação e afirma que “hoje estão silenciando uma jornalista, amanhã vão querer silenciar os pastores”.
Fonte: Gospelprime.com