Pepsi usa células de bebês abortados e enfrenta boicote

Governo americano decidiu aprovar o uso de células de crianças abortadas para produção de realçadores de sabor

Pepsi usa células de bebês abortados e enfrenta boicote
A Pepsi, a Kraft e a Cadbury assinaram um contrato em janeiro deste ano com a Semonyx para usar células de bebês abortados para produzir realçadores de sabor em seus produtos. Houve um protesto da população e instituições nos EUA, que apelaram aos órgãos reguladores do governo americano. Porém, em 28 de fevereiro, o governo americano decidiu aprovar o uso de células de crianças abortadas para produção de realçadores de sabor. Por isso, nos EUA, vários grupos já estão fazendo campanha para boicotar esses produtos dessas empresas a partir de agora. Leia a reportagem a seguir:
A empresa Pepsi, que lançará o novo produto Pepsi Next nas próximas semanas, está enfrentando um boicote enquanto ativistas pró-vida protestam contra o uso que a empresa faz de células derivadas de um feto abortado em pesquisas de realçamento de sabores. Mas a Pepsi teve sucesso, com a ajuda do governo de Obama, em seus esforços de impedir que seus acionistas pudessem examinar suas operações polêmicas.
Numa decisão em 28 de fevereiro, a Comissão de Título e Câmbio Americana (CTCA) determinou que o uso que a PepsiCo faz de células derivadas de bebês abortados permanece em seu acordo de pesquisa e desenvolvimento com Senomyx para produzir realçadores de sabores, constitui “operações normais de negócios”.
A carta assinada pelo advogado Brian Pitko do Gabinete do Promotor Público Chefe da CTCA foi enviada em resposta a um documento de 36 páginas apresentado pelos advogados da PepsiCo em janeiro de 2012. Nesse arquivamento, a PepsiCo apelou para que a CTCA rejeitasse a Resolução dos Acionistas apresentada em outubro de 2011 de que a empresa “adotasse uma política de empresa que reconheça os direitos humanos e empregue padrões éticos que não envolvam restos de seres humanos abortados tanto em acordos de desenvolvimento e pesquisas participativas quanto privadas”.

George A. Schieren, principal advogado da PepsiCo, comentou que a resolução deveria ser excluída porque “lida com assuntos relacionados às operações normais de negócios” e que “certas tarefas são tão fundamentais para administrar uma empresa no dia a dia que eles não deveriam ser sujeitos à supervisão dos acionistas”.

Debi Vinnedge, diretora-executiva de Filhos de Deus pela Vida, a organização que desmascarou a colaboração entre PepsiCo e Senomyx no ano passado, ficou “pasma com a apatia e insensibilidade” tanto dos executivos da PepsiCo quanto do governo de Obama.

“Não estamos falando sobre que tipo de canetas a PepsiCo que usar — estamos falando sobre tirar proveito dos restos de um bebê abortado para obter lucro”, disse ela. “Usar rins de embriões humanos (HEK-293) para produzir realçadores de sabores para suas bebidas não tem nada a ver com operações rotineiras!”

A PepsiCo também pediu que a resolução fosse excluída porque “inquiria com demasiada profundidade em assuntos de natureza complexa sobre as quais os acionistas não têm capacidade de fazer uma avaliação informada”.

“Em outras palavras, a PepsiCo pensa que seus acionistas são burros demais para compreender o que ela está fazendo com os restos de crianças abortadas”, declarou Vinnedge. “Pois bem, eles estão para descobrir exatamente como o público é realmente esperto quando ele aumentar a pressão no boicote mundial!”

O senador Ralph Shortey, de Oklahoma, apresentou o projeto de lei SB1418 que proíbe a venda de produtos que são desenvolvidos ou contêm restos de bebês abortados. No caso dos produtos da Pepsi, as células derivadas dos bebês abortados não terminam no produto final.

“Elogiamos o senador por sua atitude corajosa”, comentou Vinnedge. “O público já está evitando todas as bebidas da Pepsi e a Pepsi Next é só isso — o próximo produto a se evitar!”

Até o momento, o boicote mundial se expandiu para incluir Canadá, Alemanha, Polônia, Inglaterra, Irlanda, Escócia, Espanha, Portugal, Austrália e Nova Zelândia.

Células de bebês abortados também serão usados no Gatorade e no Trident 

A organização Filhos de Deus pela Vida forneceu uma jeitosa lista de página inteira de produtos que usam células de bebês abortados. A organização pró-vida recentemente desmascarou a empresa Pepsi e outras empresas por terem feito contrato com Semonyx, que usa células de bebês abortados para testar seus realçadores de sabores de alimentos e bebidas.

Além dos refrigerantes da Pepsi, a empresa é responsável por tais produtos populares como Mountain Dew, Ocean Spray, Seattle’s Best coffee, Aquafina, Lipton tea, Gatorade e Tropicana.

Os produtos Kraft e Cadbury também entram na mesma categoria. Chiclets, Clorets, Dentyne e Trident são alguns dos produtos na lista dada na página de Filhos de Deus pela Vida.

Fonte: Life Site News/Children of God for Life/Julio Severo

3° Culto de Restauração na AD Pêgas:Deus operando poderosamente no meio de seu povo

  Nesta segunda-feira, 26 de março de 2012, foi realizado o 3° Culto de Restauração da AD Pêgas. Desde as 5h da manhã, os irmãos se revezaram, fazendo escala de oração em favor do trabalho. A partir das 14h membros e congregados adoraram a Deus com hinos, ouviram testemunhos de curas e outras atuações de Deus, e escutaram a poderosa mensagem da Palavra do Senhor Jesus. Estiveram presentes no evento o Pastor Antonio Adelino e a irmã Evânia, o Pb. Marcelo Tavares, o Diac. Jaasiel Carvalho, os Auxiliares de Trabalho Tálisson Carlos, Elvis Carvalho e Leonardo Álisson,bem como vários outros irmãos vindos do Templo Central. Na ocasião vieram cooperar com a Congregação alguns irmãos da cidade de Angicos/RN: os Diacs. Filipe e Alexandro, o irmão Jorge, e o Pb. Saint Clair, convidado para ministrar a Palavra de Deus.
       No culto vespertino, diversos irmãos entoaram a Deus hinos de louvor; o Aux. Tálison Carlos pregou a Palavra de Deus, ressaltando a necessidade de o cristão manter firme a sua decisão de não negociar a herança recebida de Deus. A igreja alegrou-se na presença maravilhosa do Senhor. O Pr. Antonio Adelino trouxe para a congregação uma mensagem de alerta espiritual e abordou o dever de o crente conservar-se vigilante. A ir. Evânia, por sua vez, teceu importantes considerações acerca da paciência. O trabalho foi marcado também por testemunhos contados por pessoas que foram alcançadas pelas bênçãos e o favor de Deus.
       À noite, os cantores Dc. Filipe e o irmão Jorge adoraram a Deus com hinos, e a preleção ficou sob a responsabilidade do Pb. Saint Clair, a quem Deus usou para despertar sua igreja para a busca de restauração espiritual em áreas da vida carentes de conserto. Deus se fez presente de forma grandiosa, e a alegria e o louvor contagiaram cada participante de maneira ímpar. O Pb. Luiz Antonio, 1° Dirigente da Congregação, fez seus agradecimentos a todos os participantes do culto e a todos os que cooperaram para que o evento se concretizasse. Foi tudo para a glória de Deus e a edificação do seu povo. Aleluia!







Fonte:Redação Elisama Janes e fotos Portalmissionário.com

32º Aniversário do Círculo de Oração da Mocidade

32com
A igreja Assembléia de Deus em Upanema realizou neste Domingo o 32º aniversário do Círculo de Oração da mocidade.
Esse trabalho iniciou-se com os hinos congregacionais e com louvores entoados pelos jovens.
Após, houve uma apresentação com 32 rapazes, representando um batalhão de Cristo.
A pregação ficou a cargo da irmã Diana Rodrigues (Ipueira-RN), a qual se baseou em Jr 31.17, tratando acerca da esperança que deve permanecer na vida do crente e como o Senhor pode ressucitar os sonhos perdidos.
Por fim, foi realizada uma fervorosa oração pelo Pr. antonio faustino em prol da juventude.
Enfim, foi uma noite muito abençoada na presença de Deus.
Fonte:Upanemaparacristo.com

Ninguém nasce homossexual e eu sou testemunha, afirma ex-travesti

Vinícius Tavares
A presença do ex-travesti e pastor evangélico Jóide Miranda na Câmara Federal, em culto marcado para o dia 4 de abril, em Brasília, deve acirrar o debate com integrantes da bancada GLBTT (Gay, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais) sobre assuntos como aborto, casamento gay e a distribuição do Kit-Gay, que foi produzido pelo governo federal com o objetivo de orientar alunos sobre respeito e a diversidade sexual nas escolas.
Jóide Miranda antes da conversão
"Ninguém nasce homossexual. A homossexualidade é um estado e eu sou estemunha disso", dispara o pastor com conhecimento de causa.
À frente do Ministério Jóide e Edna MIranda, pastora com quem é casado há 13 anos e tem um filho de um, Jóide integra a Associação Brasileira de Ex-GLBTT, que emitiu recentemente uma nota de repúdio contra um procurador federal que acusou o pastor Silas Malafaia de perseguição religiosa contra homossexuais.

A entidade de ex-travestis pede até a abertura de processo administrativo disciplinar no Conselho Nacional do Ministério Público contra o procurador e pede explicações pelo fato de ter chamado o pastos Malafaia de "homofóbico".
Jóide Miranda com Silas Malafaia
Aos 47 anos, completados nesta segunda-feira, dia 19, o pastor avalia que a sua presença na Casa do Povo não tem por objetivo fazer nenhuma provocação aos homossexuais.
"Não tenho nada contra o (deputado federal) Jean Willis, muito pelo contrário, mas eu oro para que eles sejam alcançados pelo evangelho, mas eu não posso concordar com aquilo que eles dizem".

OD - Como é a relação do pastor com as entidades?
JM - De vez em quando a gente recebe alguns comentários pejorativos. Mas da grande massa a gente só recebe elogios. Primeiro porque eu não ofendo, eu não agrido. A única coisa que eu digo é: "meu filho, se vocês querem viver assim, que vivam. Agora se vocês quiserem deixar esta vida, há uma possibilidade, porque eu sou testemunha". Eu quis mudar de vida. Eu sou prova disso. Eu tenho uma esposa missionária, ela prega também. Nada melhor do que eu com minha esposa, morando treze anos pra ter certeza da minha heterossexualidade e da minha esposa. Hoje nós pregamos em prol da família. Quando você está triste, você quer estar junto de sua família. Quando está alegre, quer estar com sua família. E a família é composta de homem, mulher e filhos. E sobre o que eu falo, eles não podem falar nada. Porque tudo que eu falo eu falo voltado para a minha pessoa. E eles sabem no fundo o que estão vivendo. Eles não podem fazer nada comigo.
OD - O senhor dá orientação aos homossexuais?
JM - Ontem mesmo eu estava conversando com um rapaz que quer deixar a homossexualidade e com a mãe dele E eu disse que havia muita coisa na cabeça dele que a mãe dele não sabia, que o pastor não sabe. E eu disse que as pessoas que estavam à volta dele não sabiam, mas que eu sei. Isso não é adivinhar os pensamentos. É porque eu já estive do lado de lá. Deus não deixa ninguém com amnésia. Hoje os meus frutos são para santificar outras vidas, são para dizer que ninguém nasce homossexual. Que a homossexualidade é um estado e que Jesus de Nazaré pode mudar, transformar a mente e a alma do indivíduo. Basta eu querer e abrir o meu coração. E graças a Deus eu tenho estado descansando no Senhor.
OD - Há diálogo com os grupos GLBTTs?
JM - A nossa luta não é contra a carne nem contra o sangue. Se eles querem agredir, a gente vai simplesmente com o amor. Uma vez eu enfrentei um ativista gay. E eu disse: "meu filho, de tudo que eu falei, tenho certeza de que você se encaixou. agora se você quer continuar assim, que você viva. Mas quando você se sentir só, abandonado, frustrado, lembra daquilo que falei". Perante a sociedade, estes grupos não querrem diálogo, eles querem virar a mesa. Isso foge ao projeto de Deus. Isso não está no coração do Pai. Uma coisa é você viver momentos alegres. É diferente de uma felicidade plena, que é mesmo em linhas tortas, você viver uma paz interior que excede todo o entendimento. Por mais salvo que se seja, não se consegue entender a paz que invade o nosso coração. É o que eles não consegue entender. É o que o nosso sistema hoje não consegue entender. Nós precisamos provar para este sistema que nós somos o mundo pessoal.
Fonte: Olhar Direto
Divulgação: www.juliosevero.com

32º Aniversário do Círculo de Oração da Mocidade

001 - Cópia
O Círculo de Oração da Mocidade da Assembléia de Deus em Upanema/RN comemora neste dia 22 de março 32 anos de fundação, e para lembrar esse momento histórico nas nossas vidas, está sendo programada uma belíssima festa, que contará com a presença do cantor Isaias Campelo – Pedra Petra/RN e a preletora Daiane – Ipueira/RN.
As dirigentes do Circulo de Oração, Marineide Alves e Evânia Santos, e a UMADUP (União da Mocidade da Assembleia de Deus em Upanema), convida a população Upanemense para esse grandioso evento que será comemorado neste dia 25 de março no templo da Igreja Evangélica Assembléia De Deus a partir das 19h.
TEMA: O desafio de ser jovem cristão nos dias atuais. (Mt 24.13)
P A R T I C I P E M!
Fonte: Jessica Dantas e upanemaparacristo.com

"É a palavra que transforma", diz ex-travesti de MT que se tornou pastor


Conhecido nacionalmente por ter deixado para trás a vida como travesti e se tornado pastor evangélico, ter casado e se tornado pai de um menino, Jóide Miranda vai ministrar o culto de oração promovido pela bancada cristã da Câmara Federal. O convite partiu do deputado federal Cabo Juliano Rabelo (PSB) e de outros membros da bancada evangélica. O culto está programado para o dia 4 de abril, em Brasília.
"Eu vou falar sobre a renovação na minha vida e dar meu testemunho de transformação. Porque há uma esperança. E não vou falar só de homossexualismo.Tem muito heterossexual também que se identifica com a palavra. Eu falo sobre a volta de Jesus e que as pessoas precisam ter esta consciência de que estamos despertando a igreja para a transformação na vida das pessoas", declarou.
Jóide ficou famoso por ter abandonado uma vida de "ilusões, de infelicidade e de vazio interior" e por ter feito uma verdadeira transformação em sua personalidade, obra esta, aliás, que segundo ele, "tem a mão salvadora de Deus". Já esteve em programas de TV como o da apresentadora Luciana Gimenez.
Em entrevista exclusiva ao Olhar Direto, o cuiabano Jóide Miranda conta fatos íntimos de sua vida, os abusos sofridos na infância, a escolha pela vida de travesti, o dinheiro e a fama ganhos no mundo gay europeu, a decepção, a "cura no Senhor" e a transformação que pouca gente acreditava que seria possível.


OD - Como foi que tudo começou? O que o levou à homossexualidade?


JM - Fui violentado quando tinha seis anos por um advogado que morava em frente a minha casa. Tive medo de contar aos meus pais. Meu pai era um homem violento, alcoólatra e eu nunca tive um referencial paterno na minha vida. Isso foi a brecha para o inimigo entrar na minha vida, na área da homossexualidade. Existem "n" fatores, mas a grande maioria dos casos está no abuso sexual. Os travestis Rogéria e Nani People me disseram as mesmas coisas. Todos os casos começam na infância. Meu pai era muito agressivo, violento, e minha mãe não conhecia Jesus. Eu comecei a conhecer muitos homens. Este advogado ainda me molestou durante dois anos. Era um homem que me dava carinho. Eu cresci minha vida toda pensando que eu tinha nascido assim. Eu queria provar para o meu pai que eu queria ser alguém. Eu me travesti, passei a ir para as esquinas para ganhar dinheiro. Comecei então a fazer uso de anticoncepcional.


OD - Como começou a "ganhar" a vida?


JM - Aos 14 anos eu fui para o Rio de Janeiro, para São Paulo, onde conheci o mundo da prostituição, das drogas, do roubo e da violência. De São Paulo fui pra França, etc. Durante o tempo em que fiquei morando na Itália, minha mãe se converteu e começou a falar muito de Jesus. Toda aquela beleza, aquele dinheiro, toda a fama que eu fazia como travesti, enfim, eu era uma pessoa infeliz, eu era um homem frustrado. Mas como eu, todos os meus amigos com quem eu conversava eram assim. Diante das pessoas, diante da sociedade, nós mostrávamos uma alegria e uma felicidade mentirosa. Porque a vida não era aquilo que nos vivíamos.


OD - Como começou a mudança?


JM - Minha mãe começou a falar muito de Jesus. Ela me convenceu a voltar para o Brasil. Eu tive uma decepção amorosa homossexual muito grande lá na Europa. Nesta época, já não estava mais na prostituição, me tornei um profissional na área da culinária e vivia um relacionamento (há seis anos) que dizia ser “estável” e “fiel”, mas de estável e fiel não tinha nada, e ainda continuava com aquele vazio interior. A civilidade que existe lá é muito paliativa. Não existe civilidade em um amor carnal. Mas o amor na graça de Deus é totalmente diferente do amor carnal. Aí foi que aceitei Jesus, entre 1991 e 1992, e de lá pra cá eu conheci a pastora Gisela, ainda como travesti. Chegando lá, depois do culto, quando fomos cumprimentar as pessoas, ela se referiu a mim como "ele", mas eu literalmente era uma mulher. Pode-se ver no site as minhas fotos. Perguntei pra minha irmã que estava comigo "quem disse para essa mulher que eu era homem?". No outro dia, ela disse que quando estava sentada, o Espírito Santo de Deus disse pra ela que eu era um homem e que mandou cuidar de mim. Até então eu nunca tinha ouvido falar em revelação, que Deus falava. Daí eu expliquei minha situação pra ela, falei que eu era uma pessoa infeliz, que não era pelo dinheiro que tinha, pela beleza que eu tinha, e ela falou: 'se você quiser sair dessa vida, Deus pode. E eu estou disposta a caminhar com você seja quantas milhas for'.


OD - Como foi o tratamento?


JM - O tratamento não foi fácil. Foram quatro anos de discipulado, de renúncia, de cura interior. Tinha uma psicóloga na igreja, Doutora Rosalba. A pastora pediu que a Doutora Rosalba me ajudasse em algumas áreas da minha vida. Quando eu conheci a Edna (atual esposa) daí foi uma longa história. Fui conhecendo a bíblia, o Esprito Santo foi incomodando. Aqueles peitos enormes foram me dando vergonha. Eu comecei a disciplinar a minha voz, mudar a forma de eu sentar. A pastora dizia que o problema da homossexualidade está na mente e que eu precisava restituir a minha mente, como diz a palavra em Romanos 12, de que "Deus vai transformar a nossa vida completamente". Então ela me discipulou. É a palavra que transforma, é a palavra que cura, é a palavra que liberta a mente, alma e o coração do ser humano.


OD - Como está o casamento?


JM - Completo 47 anos no dia 19 de março. Estou casado há 13 anos, tenho quase 30 anos de convertido. Tenho um filho lindo e maravilhoso de um ano e seis meses e a gente tem percorrido o Brasil todo para proclamar as bençãos do Senhor, que Deus muda a família, que Deus transforma e liberta, que restaura. Você precisa ter o coração aberto para deixar Deus trabalhar em sua vida. O importante é nascer de novo. Ele falou isso para Nicodemos, que era muito inteligente e sábio mas era muito infeliz. Nascer de novo é nascer no espírito. Quando a gente aceita Jesus como único senhor da nossa vida, nós aceitamos que ele tem agora o nosso destino. Quando a gente aceita Jesus a gente deixa de ser ignorante em relação ao mundo espiritual. Agora eu escolho me esforçar para ir para o céu.


OD - O senhor sentiu tentado a voltar à homossexualidade?


JM - Isso foi no começo. No começo da conversão você é um bebê. Quando você começa a caminhar, aprender. Meu filho aprendeu a caminhar e teve algumas quedas. Se ele não aprendesse, eu ficaria preocupado. No início da nossa conversão, quando não temos essa maturidade espiritual, você tem algumas quedas. Voce é tentado. Mas quando você começa a viver o mundo espiritual, você tem que se submeter a Deus e resistir ao Diabo. Então quanto mais você se submete a uma autoridade como é Deus, mais o Diabo vai fugir de você. Com o tempo, o pecado vai se distanciando de você. Claro que ninguém é perfeito, mas aquela casca grossa que predominava as nossas vidas, como desvio de caráter, adultério, homossexualismo, drogas, alcoolismo, vamos deixando estes vícios mais pesados que denigrem a nossa imagem. Hoje eu posso dizer que Graças a Deus eu tenho a minha mente 100% transformada. Eu sou hetero 100%. Eu amo a minha esposa. Eu sou apaixonado pela minha esposa. Eu amo a minha família. Mas o Diabo não desiste. Quando eu percebo algo que é a investida do Diabo, eu acho graça. Eu falo: "mas Diabo, você é sujo, hein?" Mas eu ficar tentado, preocupado, isso nunca. Eu estou formado na rocha. Eu tenho me alimentado da palavra todos os dias. Eu tenho me disciplinado. Eu procuro o hábito de orar todos os dias. Se eu deixar alguma brecha, o Diabo vai investir primeiro na minha família.


OD - Como é sua vida hoje?


JM - Tenho 170 marcas de pontos no meu quadril. Não tenho vergonha de falar. Não me envergonho do evangelho nem me envergonharei jamais do que Deus fez na minha vida. Às vezes eu falo que fui isso, aquilo, apareço de terno e gravata e muitas pessoas pensam que eu estou mentindo. Quando eu mostro as fotos, quando eu tinha 16 anos, quando estava em Paris, quando estava na Itália, depois mostro as fotos do meu casamento, as pessoas se impressinam. Infelizmente, nós temos muitos irmãos que vieram da linhagem de (São) Tomé, que precisam ver para crer. Mas eu fico feliz.


Notícias Cristãs com informações do Olhar Direto via TopNews

Harpa Cristã e Círculo de Oração são celebrados em PE

Hinário da AD fez 90 anos e trabalho de oração, 70

Uma multidão de mulheres lotou o templo central da IEADPE
para celebrar os 70 anos do Círculo de Oração 



O templo-central da Assembleia de Deus em Pernambuco, na cidade de Recife, recebeu, nos dias 12 e 13 de março, dois grandes eventos históricos para a Assembleia de Deus no Brasil: a celebração dos 90 anos da Harpa Cristã e a festa de 70 anos do Círculo de Oração no Brasil. As comemorações foram marcadas pela manifestação da glória de Deus em todas as reuniões. Foram literalmente dois dias de verdadeira apoteose espiritual.

Estiveram presentes às celebrações os pastores José Wellington Bezerra da Costa, presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), acompanhado da irmã Wanda Freire Costa, líder da União de Esposas de Ministros das ADs (Unemad); José Antônio dos Santos, líder da AD em Alagoas e da União de Ministros das ADs no Nordeste (Umadene); José Wellington Costa Junior, presidente do Conselho Administrativo da CPAD; Kemuel Sotero Pinheiro, líder da AD no Aribiri, Vila Velha (ES), e 1º vice-presidente do Conselho da Casa; Demerval Lopes Cerqueira, 2º vice-presidente do Conselho da CPAD; Maurino Pinheiro do Nascimento, líder da Convenção de Igrejas e Ministros das ADs Ministério no Estado do Ceará (Cimadec); Salatiel Silvestre, 2º vice-presidente da AD em Campina Grande (PB); e pastores de todo o Estado de Pernambuco e região.

O diretor-executivo da CPAD, Ronaldo Rodrigues de Souza, se fez presente com equipe da Casa, formada pelos pastores Claudionor de Andrade, gerente de Publicações; Silas Daniel, chefe de Jornalismo; e Isael de Araujo, chefe do Centro de Estudos do Movimento Pentecostal (Cemp); e os irmãos Geziel Damasceno, gerente da Patmos Music, selo fonográfico da CPAD; e Jorge Andrade, repórter do Programa Movimento Pentecostal.

O louvor foi um dos momentos marcantes dos dois eventos, e contou com a participação dos cantores da Patmos Music – Victorino Silva (RJ), Lília Paz (RJ), Marcelo Santos (RJ) e Eliã Oliveira (PE) – e dos órgãos locais da AD pernambucana: no primeiro dia, Coral e Orquestra Doce Harmonia, Coral Filadélfia, Coral Jovem e União de Adolescentes. No segundo dia, destaque para o Grande Coral do Círculo de Oração da AD pernambucana e alguns corais de Círculo de Oração de cidades próximas.

Na noite de celebração da Harpa Cristã, o diretor da Casa, Ronaldo Rodrigues de Souza, falou da importância do hinário assembleiano e foi exibido um vídeo, produzido pela Casa, contando a história da Harpa Cristã. Na ocasião, também ocorreram os lançamentos de uma edição especial do hinário assembleiano, comemorativa aos 90 anos, e do livro “A História dos Hinos que Amamos” (CPAD), do pastor Silas Daniel, que conta as experiências que inspiraram a composição de 117 clássicos da hinódia evangélica mundial, dentre eles 103 hinos que se encontram na Harpa Cristã.

O pastor José Wellington Costa Junior foi o pregador da noite. Após destacar a importância da Harpa Cristã e do louvor na Casa de Deus, ele pregou com base na passagem de 1 Reis 19.15, destacando a insistência amorosa de Deus para conosco, assim como aconteceu com Elias, restaurando nossas forças e ânimo para prosseguirmos em Sua obra.

Ao final, foram entregues homenagens em forma de placas aos pastores José Wellington Bezerra da Costa, Ailton José Alves, José Wellington Costa Junior e José Antônio dos Santos, e ao irmão Ronaldo Rodrigues de Souza.

Na terça-feira, dia 13 de março, as reuniões começaram às 9h e se estenderam até às 16h30, com a presença de irmãs do Círculo de Oração do Grande Recife. A irmã Wanda Freire Costa, líder da União de Esposas de Ministros das ADs (Unemad), e o pastor Kemuel Sotero (ES), trouxeram uma palavra às irmãs, em mais uma reunião marcada pela presença divina. À tarde, o pastor Elci Ribeiro (PE) ministrou a Palavra de Deus.

À noite, assim como na segunda-feira, o templo-central estava mais uma vez lotado. O culto começou às 18h e foi marcado pelo fervor pentecostal do começo ao fim. O pastor Ailton José Alves, líder da AD em Pernambuco, conduziu os trabalhos. Um dos destaques da noite foi o processional da igreja pernambucana contando a história do Círculo de Oração e que contou com a entrada de irmãs trazendo nas mãos simulações de taças de ouro cheias de incenso, representando as orações dos santos (Ap 8.3,4), e de um globo terrestre, que foi circulado por irmãs que intercederam, uma após outra, pela salvação de vidas, pelas famílias, pelo ministério, pelo Brasil e pela evangelização do mundo. Foi um momento de quebrantamento espiritual.

Durante o culto, foi lançada a “Bíblia do Círculo de Oração” (CPAD), que foi recebida com muita alegria pelas irmãs. A pregação da Palavra de Deus foi ministrada pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, líder da CGADB, que pregou tocante mensagem com base na passagem de Ezequiel 10.1,2. O pastor José Wellington discorreu sobre como o fogo é apresentado na Bíblia como símbolo da ação do Espírito Santo, desde Gênesis até o livro de Atos dos Apóstolos, culminando com o derramamento do Espírito Santo no Dia de Pentecostes.

Ao final do culto, as irmãs Wanda Freire e Judite Alves receberam placas homenageando a importância do trabalho que têm desenvolvido em prol do Círculo de Oração no Brasil. O culto foi concluído num clima contagiante de louvor e adoração a Deus. Foi uma festa verdadeiramente pentecostal. Mais informações na edição de abril do jornal Mensageiro da Paz.

Pastor José Wellington Bezerra da Costa pregando durante a festa
Irmãs, Ruth Carlson (filha dos Missionários Joel e Signe Carlson),
irmã Judite Alves, líder do Círculo de Oração em PE e
Irmã Wanda Freire da Costa, líder do Círculo de Oração em SP e
Presidente da UNEMAD
As irmãs da IEADPE encenaram uma linda peça representando
o trabalho do Círculo de Oração
Da esquerda: Pastores, José Wellington (Presidente da CGADB),
Ailton José Alves (Presidente da IEADPE e CONADEPE),
Irmãs Judite Alves e Wanda Freire,
Pastor Wellington Junior (Presidente do Conselho Administrativo - CPAD)
e Dr. Ronaldo Rodrigues de Souza (Diretor executivo da CPAD)

Fonte: CPAD

Nova Diretoria da IEADERN




Nesta manhã a Assembléia Ministerial Extraordinária, reunida no templo sede da IEADERN, referendou a escolha dos Membros da Diretoria Geral, que ficou assim composta:


Presidente: Pr Martim Alves da Silva
1° Vice-Presidente: Pr Edmar Rosa Gomes
2° Vice-Presidente: Pr Jonas de Paiva Júnior
1° Secretário - Ev Reginaldo Aleixo Luna
2° Secretário - Pr Joaci Varela
1º Tesoureiro - Ev Abinoã Praxedes
2° Tesoureiro - Pr Marcos de Souza Sobrinho


Fonte: Pb. Joseilton 

Novo diretor do DEPEM

Pr. Eliezer de Souza

No último dia 16 de março do corrente ano, o Pr. Martim Alves da Silva, presidente da IEADERN, oficializou a mudança na direção executiva do departamento de evangelismo e missões - DEPEM.
Em substituição ao Ev. Lemuel de Lima, que esteve a frente do DEPEM por um período de 1 ano e 8 meses, assume como novo diretor executivo do DEPEM o Pr. Eliezer de Souza.
O Pr. Eliezer de Souza conta com uma vasta experiência ministérial, tendo já pastoreado no interior do estado e também foi pioneiro no trabalho missionário na Venezuela como pastor fundador da Igreja " Comunidad Cristiana Cristo es el Señor" em Barcelona Venezuela.
O Pr. Eliezer de Souza volta a assumir o DEPEM depois de dez, visto que em 2002 foi a sua primeira experiência a frente do departamento de missões.
Vários trabalhos foram executados na gestão do Pr. Eliezer de Souza, dentre eles destacamos:  o projeto "Passa a Macedônia" realizado no interior do estado, a grande "Conferência Missionária" com a presença do Pr. José Satírio dos Santos (Colômbia), a "Semana da Bíblia" que aconteceu durante uma semana de festividades e deu continuidade ao Curso de Preparo Missionário - CPM, extensivo a jovens e pessoas que tinham o chamado por missões. O Pr. Eliezer de Souza, como diretor do Depem naquela oportunidade também oficializou as férias para a família missionária e participou do enviou do Missionário Albérico Marques que está na Venezuela.
O Pr. Eliezer de Souza deixará o setor de número 8 que abrange oito congregações, incluindo a congregação polo de Pirangi. Estará substituindo o Pr. Eliezer de Souza, o Ev. Klauber Maia.

Fonte: Missionário Levi Rebouças

Ativistas gays querem impedir cultos em hospitais

INTOLERÂNCIA sem limites !

Recentemente o movimento defensor das causas homossexuais, o LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis) publicou na internet artigos e comentários ironizandoo trabalho realizado pelas capelanias evangélicas, em um dos textos, de Cláudio Celso Monteiro Jr. cita, traz o título “A homofobia (institucional) nossa de cada dia”, e outro,“Fundamentalismo religioso invade hospitais brasileiros”, de Ricardo Aguieiras.

O grupo tem realizado acusações difamatórias à Associação de Capelania Evangélica Hospitalar, principalmente à capelã Eleny Vassão de Paula Aitken, que atua no Centro de Referência e Treinamento em DST-AIDS (CRT-AIDS), e no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na cidade de São Paulo.

Segundo o blog Cristianismo Vivo, nos textos os grupos evangélicos são acusados de “homofobia”,“atendimento espiritual de maneira invasiva” e até de “sérias falhas em questões de biossegurança”. Mas, além da manifestação realizada através dos artigos as acusações já foram também realizadas verbalmente, direcionadas às diretorias dos hospitais que recebem assistência das capelanias evangélicas.

Em virtude disso,o trabalho dos evangélicos nos hospitais está correndo risco de ser interrompido, já que a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual e Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania da Cidade de São Paulo tem apoiado o posicionamento dos grupos LGBT.

A Associação de Capelania Evangélica Hospitalar, numa tentativa de defender seu trabalho e também de alertar a igreja brasileira sobre a situação, lançou uma nota em seu site convocando todos para um abaixo-assinado virtual, como apoio à instituição.

Fonte: Guiame

A Comissão da Morte está com a foice na mão e propõe legalizar aborto e eutanásia; é o “Plano Nacional-Socialista de Direitos Humanos” em ação

Por Reinaldo Azevedo (Veja)
Queridos, tive de fazer uma breve viagem. Na noite deste domingo, volto à luta. Peço que vocês leiam tudo o que houver a respeito e se informem, que o debate vai pegar fogo. A comissão que estuda mudanças no Código Penal decidiu, na prática, LEGALIZAR O ABORTO. E o fez da forma mais hipócrita e safada possível: dando à coisa um outro nome, para tentar enganar o Congresso e a população brasileira. Aos poucos, os partidários do “Plano Nacional-Socialista de Direitos Humanos” vão tentando aplicá-lo na prática. E eu vou demonstrar isso em outros textos.
Vamos ver quanto tempo vai demorar para que alguma legislação não-constitucional tente a censura à imprensa. Reparem: a) o direito de propriedade é, a cada dia, menos respeitado; b) recomeçou a perseguição aos crucifixos; c) comissão propõe a legalização do aborto… Estava tudo lá no plano nacional-socialista. Não custa lembrar: ele tinha passado pela revisão final da Casa Civil, cuja titular era Dilma Rousseff.
Voltarei obviamente ao caso. Eis aí uma boa lição para a hierarquia católica no Brasil, com sua conversinha mansa. Todo o entulho autoritário do plano nacional-socialista está voltando, pelas bordas… É bom ir à luta porque eles estão com tudo. O texto também legaliza a eutanásia.
Os progressistas emissários da morte estão assanhadíssimos. Já nem precisam mais do martelo. Estão com a foice na mão.
Só para encerrar este post : textos da imprensa que tratam do assunto continuam a afirmar que um milhão de abortos são feitos por ano no Brasil. É mentira! Esse número é do lobby pró-aborto. Não existe. Cobrem dos jornalistas dos veículos que vocês lêem a fonte desse número; exijam que eles digam em que base de dados confiável ele está. Se não vier resposta nenhuma, desista e vá ler algo honesto.
Preparem-se. Não se descartam passeatas de pelados – que não foram abortados, por suposto – em favor de causa tão humana, nobre e digna. E corajosa também!, já que o inimigo a ser eliminado é muito perigoso …
COMENTÁRIO:
Leia abaixo a carta assinada em 2010 pela então candidata à Presidência da República, Dilma Roussef:
Fomos enganados?
Quer continuar por dentro das novidades do Holofote.Net?

A grande festa mais de 10mil participam do INTEGRA IEADERN

Evento que ocorreu no dia 10/março/2012 – A multidão foi impactada no maior culto de integração dos assembleianos, dando a posse e boas vindas ao novo presidente da Assembléia de Deus no RN- Pr. Martim Alves da Silva.


       Neste sábado 10 de março de 2012 foi realizada no Ginásio Nélio Dias, no conjunto Gramoré, zona norte da capital potiguar, o INTEGRA IEADERN cujo slogam foi: Para que todos sejam um. O local do evento com capacidade para 11 mil pessoal, superlotou com autoridades da capital e do estado, evangélicos de Natal, Grande Natal, caravanas do interior do RN e de outros estados do Brasil, a comissão organizadora foi encabeçada pelos pastores Francisco Cícero de Miranda e Reinaldo Odilo, tendo como colaboradores diretos os coordenadores dos setores da IEADERN da capital e outros irmãos voluntários. Em dito evento ocorreu a AGE- Assembléia Geral Extraordinária que foi presidida pelo Pr. Israel Caldas Sobrinho, até então presidente em exercício, para aprovação do novo presidente da IEADERN, Pr. Martim Alves da Silva.
       Os assembleianos com entusiasmo e unanimidade cristã, votaram com civismo e democracia aprovando ao seu novo e esperado líder, onde os membros dessa tradicional e respeitada Igreja, de pé e com muita emoção, aclamaram acenando com um lenço branco num ato de ratificação dos resultados da AME-Assembleia Ministerial Extraordinária que havia, no dia  11 de fevereiro passado, eleito ao Pr. Martim Alvres com 190 votos favoráveis. O ato de aprovação e posse, jamais visto na história evangélica norteriograndense, chamou a atenção de todos, pela paz e unidade fraternal que marcou do evento.
       O  INTEGRA IEADERN foi iniciado com um musical sacro intitulado ‘  Somos Um’ a partir das 17h, com a participação especial da cantora Alice Maciel e Banda Pentecostal, cantores potiguares Roberto Luna, Raquel Castro, Jeferson; Jair, Eli de Jesus, Marcos Jr., Elias Jr; Décia, Orquestra Evangélica Filarmônica Gênesis e o Conjunto Infantil Brilho Celeste.
        Ato seguido à AGE, em alto estilo e muita espiritualidade, foi efetuada o culto de posse do Pastor Martim Alves da Silva como novo Presidente da Assembléia de Deus no estado do Rio Grande do Norte-IEADERN. Foram momentos lindos, onde Deus trabalhou solenemente e todos puderam ver e sentir a presença de Deus em todos os momentos. No final, Deus nos presenteou com uma edificante mensagem ministrada pelo Pr. José Neco, representando o Presidente da CGADB.(Conveçsão Geral das Assembléias de Deus no Brasil) Pr. José Wellington Bezerra da Costa.
        Na palavra de saudação do novo presidente da IEADERN Pr. Martim Alves da Silva, percebeu-se muita unção, entusiasmo, ânimo e disposição para o enfretamento dos desafios do novo tempo de Deus para a IEADERN. Nesse contexto enfatizou: “ Oro a Deus por sua Igreja como Jesus orou: Para que todos sejam um
        Há muito que a Igreja vem orando e trabalhando neste sentido, e agora passaremos a contar com a preciosa colaboração deste homem de Deus.
        Natural de Caicó-RN, nascido em 27 de maio de 1953, o pastor Martim Alves da Silva aceitou a Jesus ainda na sua adolescência, com idade de 14 anos.
        Casado com a odontóloga Fátima Maria Araújo de da Silva, possui como filhas as irmãs Catherine Morgana e Fabrícia Araújo.No dia 26 de maio de 1993 assumiu a presidência da Assembléia de Deus em Mossoró, com a responsabilidade de coordenar as atividades administrativas e evangelísticas realizadas pela AD em Mossoró e Região Oeste Potiguar. Com formação teológica, licenciatura em Letras e bacharelado em Ciências Jurídicas, o pastor Martim Alves da Silva é o Vice-Presidente da Convenção Estadual de Ministros da Assembléia de Deus no Rio Grande do Norte (CEMADERN) e Membro do Conselho de Doutrina da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB).

Que Deus abençoe a IEADERN!






























Fonte:Pr. Joseilton Dantas